sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Diários de uma seleção paraibana

Estrada para Arraial do Cabo

Assessoria PBSurf com Fotos Sergio Aguiar



Depois de uma tranqüila viagem da seleção paraibana de surf, em dois carros locados já no Aeroporto Santos Dumont, uma feliz coincidência: no momento em que o surfista iniciante da seleção paraibana, Jonas Pereira, o Marretinha, provava roupa de neoprene em surf shop de marca própria no Arraial do Cabo, Rio de Janeiro, seu conterrâneo Fábio Gouveia aparecia lá também, mas na tela da TV, através do filme “Fábio Fabuloso”.
Na real, essa preocupação em ele ter opção de roupa para surfar no frio é preventiva, pois só hoje deve chegar uma que Fabinho mandou para Marretinha ao saber que não havia uma no tamanho dele em toda a Paraíba e que corria risco do pedido feito “na medida”por Rita da ONG Guajirú não ser atendido a tempo por uma fabricante, a mesma que permite nomes como José Francisco Fininho usar e abusar das manobras sem sentir o desconforto da água gelada.
Yorrana Borges até emprestou uma das roupas que tem para surfar no frio de agosto no Rio de Janeiro, mas sendo ela maior que Marretinha, ele sempre finalizava a “caída” surfando apenas com o calção da marca Rotator, um de seus apoiadores.
Como plano “B”, Yuri Fernandes, colega dele na Iniciantes, ficou de contatar o seu apoiador e também carioca Rodolfo Lima, da Insane, para o mesmo liberar uma roupa completa que já foi por ele usada para o “Jonas” como ele se refere ao pequeno paraibano que, tendo menos, muito menos, gordura no corpo que um esquimó e surfando pela primeira vez no frio, vai dando cabo da missão com bastante atitude e paciência, pois só hoje os catarinenses chegam e com ele a roupa há dias enviada por Fabinho para o conterrâneo Marretinha, ainda não tão famoso mas não menos fabuloso.
Alexandre Palitot, presidente da PBSurf, graças ao ótimo trabalho, até cogita de em futuros projetos solicitar uma verba especificamente para roupas de neoprene e fazer delas ainda mais divulgação para a Paraíba através do surf e de nomes que já são vencedores por estarem lá, na Praia Grande do Arraial do Cabo, Rio de Janeiro, palco inédito do Billabong de Surf Brasileiro, para o qual aliás foi a Paraíba quem chegou primeiro, e com um diferencial: tem Marretinha.

Cronograma da Seleção Quinta-feira

Café da manhã em casa
Treinos na Praia Grande de Arraial do Cabo
Almoço
Treinos na Praia Grande de Arraial do Cabo
Inscrição da seleção de surf da Paraíba
Jantar
Publicar quem, e em qual, vai pontuar
Por : Chico Padilha por E-mail.

Um comentário:

A sua participação é muito importante.
Obrigado!