terça-feira, 31 de agosto de 2010

Mais uma etapa Rotator Surf Escola 2010


Será realizado durante os próximos dias 10, 11 e 12 de setembro mais uma etapa do "Circuito Ratator de Surf escola 2010". Competição que já é referencia no estado, voltada principalmente pra as categorias de base tem sido nos últimos 12 anos palco para surgimento de novas feras da modalidade.
Sempre cumprindo o calendário anual e contando cada vez mais, com apoios importantes o Circuito Surf Escola realizado e idealizado por Raul Coelho Shaper das Pranchas INJECT tem se tornado referencia nas competições do estado.
O “Circuito Rotator de Surf Escola 2010” é apresentado pelas pranchas Inject. Patrocínio: Rotator. Co-patrocínios da Prefeitura Municipal de Cabedelo junto com a Secretaria de Esporte e Turismo (SETUR), Lauro Victor de Barros Despachos Aduaneiros LTDA, Colégio Meta e 33 Graus Surf Shop. Apoios: Bar do Surfista, Posto Intermares, Refrigerantes Dore, Padaria Pandine, Quatro Patas Equoterapia Esporte Eqüestre, loja Estilera, Tod Artigos Esportivos, Araújo Produções, Associação Guajirú, Seri Sinalização, Truzz, Mahalo e TrintaPés Acessories. Homologação e Supervisão Técnica: Federação Paraibana de Surf (PBSurf). Divulgação: Rádio Mix FM, TV Correio, Jornal Moçada Que Agita, www.ondaspb.com e www.surfbyte.com.br.

mais informações.
Site oficial com cobertura completa www.injectbrasil.com

domingo, 29 de agosto de 2010

Surf Paraíba



Tendo em vista a repercussão de alguns dos post do SURF PARAÍBA, me vejo no dever de continuar a escrever em favor do surf na Paraíba.

Sempre acreditei no potencial dos atletas paraibanos, na força individual dos nossos competidores, do nível de surf dos paraibanos e principalmente no poder de superação nas mais adversas dificuldades.
Os atletas da nova geração estão de parabéns, a cada dia evoluído e inovando. E isso sim é motivo de orgulho e elogio, conseguirem bons resultados fora de casa tendo um circuito local tão limitado.
Nosso blogspot ainda é pequeno e de poucos recurso, mas procuramos mostrar essa nova geração aqui também. É tanto que por conta própria já produzimos um pequeno vídeo com Elivelton Santos e EDJANE na Baia da Traição, fizemos uma sessão de fotos com Fábio Gomes em Coqueirinho, e relatos de outras revelações também são encontradas no nosso blog.
links -



Não há duvida que a garotada faz sua parte, e o incentivo ao esporte independente de resultados será nossa marca, pois sabemos das dificuldades da grande maioria. Os seus resultados são as provas das suas superações.
É muito bom ver competições chegando aqui em nosso estado, a exemplo do Circuito Nordestino e Brasileiro, só que eles revelam ainda mais as nossas limitações, com relação a estrutura. Espero que esses benefícios fiscais citado pelo próprio Palitot, tenham neles algo separado para estrutura física da federação, um palanque próprio por exemplo, aluguel de uma sede, algo estruturante. Pois o valor de R$ 77.393,86 (setenta e sete mil trezentos e noventa e três Reais e oitenta e seis centavos) destinado a federação paraibana pelo programa PRO- ESPORTE, é um valor significativo. E não só pode como deve impulsionar o desenvolvimento do surf na Paraíba.

Daniel Canuto

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Bar do Surfista será demolido


Justiça federal determina demolição do bar do surfista localizado na praia de Intermares no mar do Macaco, município de Cabedelo. Segundo o Ministério Público Federal a instalação do bar no local agride o meio-ambiente, com o despejo de esgoto sem tratamento e não permitindo com quer a vegetação natural se regenere. Além de um bar no local funciona uma ONG que proteje as tartarugas, uma escola de surfe e alfabetização básica para crianças carentes.


O bar está localizado nas proximidades de uma área de desova da tartaruga marainha, e é ponto de encontro de surfista e visitante. Talvez a retirada do bar não resolva em nada o impacto ambiental, pois o local tem um movimento freqüente de pessoas independente do bar está ali ou não, pelo contrario, em muito o bar tem colaborado com a limpeza e a conservação daquela área.
Talvez um trabalho de conscientização e um remanejamento do bar para um local apropriado fariam com que ai sim os impactos no local fossem amenizados.
É uma atitude brusca, mas há bastante tempo rumores já previam isso e o dia chegou. A comunidade do surf com isso está perdendo um outro marco da historia do surf na Paraíba.
É lamentável algo do tipo está acontecendo, é esperado algum tipo de manifestação em defesa da permanência do bar.

leia mais sobre isso no O Norte.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Deixando claro!

O blog SURF PARAÍBA não quer nem precisa ofender ninguém, mas vendo e sabendo da importância do esporte numa sociedade, queremos da o valor merecido a nossa modalidade. Vendo a velocidade da informação que uma ferramenta como essa proporciona, eu agradeço a resposta rápida e precisa do presidente da federação paraibana de surf, Alexandre Vieira Palitot.
A intenção da minha ultima postagem foi de alerta para a sociedade num geral, principalmente para os surfistas, a valorização da pratica do esporte, e a necessidade de políticas públicas de incentivo ao esporte e combate as drogas. Tendo em vista a federação paraibana de surf como uma referencia ao esporte. A vejo como uma ferramenta muito importante nesse processo, assim como sites, ONGs, associações e outros formadores de opinião.
O blog SURF PARAÍBA não tem bandeira, nem escolhe prancha pra clicar durante sessões de fotos. Se for bem observado vai ver que temos fotos de diversas marcas de prancha em nossos álbuns, e referencias a vários atletas que surfam com diversas marcas de pranchas. Se A ou B tem mais prancha em determinadas praia, ai não é comigo, não me cabe esse assunto.
Daniel Canuto

...
Em seguida a resposta de Alexandre Vieira Palitot presidente da federação paraibana de surf sobre minha ultima postagem.


Réplica‏


Adicionar a contatos
Para danielpbsurf@hotmail.com
De: Alexandre Vieira palitot (palitotsurf@gmail.com)
Enviada: quinta-feira, 26 de agosto de 2010 2:38:56
Para: danielpbsurf@hotmail.com

Olá Surf Paraíba





Meu nome é Alexandre Vieira Palitot, sou o presidente da Federação Paraibana de Surf (PBSurf) e assim assinarei essa réplica a seu artigo que mostra uma visão bastante limitada da realidade.



Em primeiro lugar, gostaria de lhe orientar a se preocupar com a grafia das palavras, transmissão, por exemplo, não tem o ç (cê cedilha) com o qual surfparaiba colocou no seu blogspot

No seu artigo, ignora ser o fato de existir credibilidade do esporte surfe na Paraíba que leva empresas e governos a se estimularem a apoiar eventos como o realizado por parceiros da PBSurf, e que é, pelo fato de ser etapa do Paraibano que elas ganham espaços diversos inclusive chamadas em rádio.

Não há nenhuma oposição nem vaidade nossa a que parceiros realizem eventos no estado, o Sargaço há quatro anos realizou uma prova, agora se propôs a realizar duas ( outra a acontecer) e mais uma vez nesta primeira contou o valor agregado de ser etapa do Paraibano e com o apoio e o quadro técnico da PBSurf, eles que recentemente se reciclaram com curso internacional em casa, ao qual "pseudo paladinos" do surf paraibano sequer se dignaram a investir.



A Paraíba chegou quarta colocada e saiu vice líder após a etapa que a Paraíba sediou do Brasileiro de Surf, evento que envolveu prestígio e credibilidade nacional e também local, não fosse assim não teríamos conseguido espaços ainda maiores na nossa mídia, o que, com certeza, foi útil a todos que trabalham e apoiam ao surf, muitos deles que independente das limitações orçamentárias da etapa anterior do Paraibano, colaboraram com o mesmo sem ganhar o que você ganhou: Divulgação, sim ganhou divulgação já que o organizador Sargaço colocou seu nome no cartaz e ele foi devidamente divulgado na locução.

Pode ser feito mais ? Claro que pode, queremos ver a zona sul paraibana tendo um surfista que não se limite por elogios, mas cresça com a participação em eventos no nosso litoral sul também, quem sabe o surfparaiba, saindo do discurso para a prática não o apóie ?

Onde estão as referências aos novos talentos e promessas da Paraíba em seu blogspot?



Estamos aqui para somar, temos email próprio e nele as pessoas que agem de boa fé podem enviar críticas e sugestões.

Não olhamos com qual prancha o atleta surfa na hora de lhe julgar ou dar espaço, por exemplo,na seleção paraibana de surf que este ano por trabalho nosso contou com transporte até aéreo para etapas do Brasileiro, coincidentemente quase todas as marcas da Paraíba estavam na seleção com ao menos um atleta, muitos com apoio público. NÃO POR INDICAÇÃO DE A OU DE B mas por reconhecimento da PBSurf que construiu um conceito forte do surf como esporte na Paraíba ao longo de um tempo em que a imagem de alguns atletas e outras pessoas do meio ia em sentido contrário, muitos deles hoje exemplos de transformação que nós aplaudimos.



Existe no regulamento da CBS punições para os atletas que infringirem procedimentos válidos até em esportes olímpicos, e qualquer atitude que denigra a imagem do esporte será por nós, via conselho, punida, mas lembramos, precisa ter consistência, provar !

Existe um formulário para reclamações disponível nos eventos, se achar que pode ajudar algum atleta de outra forma, seguem duas sugestões: converse com o mesmo se considerar que vai ajudá-lo, e até mesmo oriente os pais dos mesmos a agir como bem disse o pai de Fábio Gouveia, que se fazer presente com o exemplo, o acompanhamento do meio e a maturidade para evitar desvios que nessa idade acontecem com mais freqüência em qualquer meio.

Pra não cair no esquecimento e melhor lhe orientar: OBrasileiro não é válido pelo Paraibano, e sim o Nordestino. Os eventos menores, como dos amigos Sargaço e Raul Coelho do Surf Escola, levam a chancela de estadual para valorizá-los e não para nos apoiar; e por falar em Paraibano, o período de estagnação ao qual você se refere (agosto) deve ter sido durante o Nordestino e um Brasileiro show, logo após uma Copa do mundo de Futebol .

Nossa credibilidade está em alta, não é a toa que ainda este ano estaremos recebendo benefícios fiscais para investirmos no surf paraibano, e em breve teremos uma etapa do Nordestino Pró, e aí sim, fazermos o paraibano 2010, no Macaco sim, mas também em Barra do Camaratuba.

O mais fica a cargo da maledicência que não formula crítica positiva, e certamente por imaturidade, já acha que sabe tudo e faz insinuações de competência a quem tem endereço, família e trabalho diário distinto e nem por isso deixa de trabalhar pelo surf também.

Grato pelo devido espaço para a réplica

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Falando sério


O esporte é uma grande ferramenta de incentivo e estimulo ao jovem a ter e manter uma vida saudável. Desde que auxiliada por políticas publicas serias e do compromisso de cada um de nós.
Nos dias atuais o contato com as drogas licita e não licitas estão cada vez mais cedo no meio dos nossos jovens. Com essa visão da realidade podemos ter o incentivo ao esporte como uma ferramenta eficaz no combate e na prevenção do consumo de drogas.
O incentivo a modalidades amadoras dos diversos esportes obedecendo a regras das modalidades profissional em competições pode exigir ainda mais dos jovens que pretendem dar seguimento ao esporte. Exigindo uma maior preparação, exames de substancias proibidos também para competidores amadores e um incentivo ao esporte com um maior número de competições com incentivo público e de iniciativa privada. O que não acontece na Paraíba nem por parte do estado, nem por parte das federações.
Tenho como referencia um grande colaborador do esporte paraibano, o professor União, que é apresentador de TV e tem dedicado o seu trabalho ao esporte profissional e amador da Paraíba.
Mas falando especificamente do surf na Paraíba, estamos vivendo um momento de atraso e de descrédito com relação a nossa federação paraibana, se é que posso dizer nossa. Por muitos anos a federação vem sendo conduzida por um grupo que não tem contribuído em nada ao esporte. A cada ano o circuito paraibano vem perdendo força e credibilidade com relação a circuitos dos nossos vizinhos estados.
Mesmo contando com um litoral vasto nossas competições tem sempre se prendido ao mar do macaco, e os outros picos têm sido esquecidos e ate mesmo deixado de ser conhecido por competidores de outros estados.
Durante o mês de agosto com uma iniciativa própria e pouco apoio da federação, Sargaço surf Boards promoveu um evento nos Canyos de Coqueirinho um evento com a premiação de 4 pranchas zero bala. O que não seria possível dependendo apenas da federação.
A Paraíba conta com um circuito que não tem etapas próprias, durante o corrente ano de 2010 ainda não houve uma etapa se quer feita pela federação Paraíba. Que vem usando de políticas retrogradas e aproveitadoras, usando etapas do circuito nordestino e do circuito UOT TERRA LIVRE como validas pelo circuito paraibano.
O que faz essa federação?
O que será do surf paraibano nos próximos anos?
Precisamos mudar esse estado de estagnação, precisamos nos movimentar e ter atitude, o SURF PARAÍBA está aqui pra mostra o outro lado do nosso surf, temos muitos talentos, muitas outras praias, e muita gente querendo o melhor para o esporte e para os jovens. Tudo isso pode começar com o exemplo.
Quem tem exemplo da exemplo.
Queremos o melhor para o esporte, para os jovens e para o surf paraibano.

sábado, 7 de agosto de 2010

CIRCUITO PARAIBANO DE SURF 2010 – ETAPA TERRA LIVRE UOT


Foi dado inicio a mais uma etapa de competições de surf na Paraíba, com as areias e o mar lotado os Canyos de Coqueirinho está sendo palco do CIRCUITO PARAIBANO DE SURF 2010 – ETAPA TERRA LIVRE UOT, apresentado pela MIX FM e realizado por SARGAÇO SURF BOARDS.

O clima está animado, as baterias e a cobertura de alto nível, com atletas de vários estados e que estão dando um show de manobras. Amanhã no domingo caíra no mar às categorias: JUNIOR – INICIANTE – MIRIM – LONGBOARD OPEN – LONGBOARD INICIANTE e MASTER. Ainda dá tempo de participar.